O Auditório da Escola Superior de Tecnologia (EST Setúbal) do Instituto Politécnico de Setúbal acolhe esta sexta-feira um seminário intitulado “O Desporto Escolar na Península de Setúbal”.

 

A iniciativa decorre no âmbito da parceria entre a Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal e o Desporto Escolar da Península de Setúbal, ao nível da formação em contexto de trabalho da Licenciatura em Desporto, e tem na agenda um debate alargado com especial enfoque em três áreas temáticas: “Importância das parcerias no Desporto Escolar”, “Envolvimento do Desporto Escolar no 1.º Ciclo do Ensino Básico” e “Formação em contexto de trabalho no âmbito do Desporto Escolar”.

 

A AF Setúbal, entidade parceira institucional do IPS e do Desporto Escolar da Península de Setúbal, estará representada no prestigiado evento pelo presidente da Direção, Francisco Cardoso, dirigente associativo que, a convite da organização, integra o primeiro painel de oradores do seminário, subordinado à temática “Importância das parcerias no Desporto Escolar”.

 

PROGRAMA DO SEMINÁRIO

 

Manhã

 

9:00 – Receção dos participantes

 

9:30-10:00 – Sessão de abertura

 

João Paulo Rodrigues – Secretário de Estado do Desporto e da Juventude (a confirmar)

 

Francisco Neves – Delegado Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo

 

Maria das Dores Meira – Presidente da Câmara Municipal de Setúbal (a confirmar)

 

Susana Piçarra – Pró-Presidente do Instituto Politécnico de Setúbal

 

 

10:00-11:00 – 1.º Painel: “Importância das parcerias no Desporto Escolar” (moderador + 3 comunicações)

 

Moderação – Luís Liberato Baptista

 

Francisco Cardoso (Associativismo – Associação de Futebol de Setúbal)

 

Paulo Rocha (Instituto Português do Desporto e Juventude)

 

José Carlos Gomes (Câmara Municipal do Seixal – Pelouro Desporto)

 

11:00-11:15 – Coffee break


 

11:15-12:15 – 2.º Painel “Envolvimento do Desporto Escolar no 1.º Ciclo do Ensino Básico” (moderador + 3 comunicações)

 

Moderação – Mário Espada

 

Daniel Vaz Figueiredo (Câmara Municipal da Moita – Pelouro Desporto)

 

José Patrício (Associação de Paralisia Cerebral Almada-Seixal)

 

Pedro Matos (Desporto Escolar da Península de Setúbal)

 

12:15-14:30 – Almoço livre

 

Tarde

 

14:30-15:30 – 3.º Painel “Formação em contexto de trabalho no âmbito do Desporto Escolar” (moderador + 3 comunicações)

 

Moderação – Ana Cristina Figueira

 

Sílvia Lima e Pedro Alves (Desporto Escolar da Península de Setúbal)

 

Teresa Figueiredo (Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal)

 

Pedro Florêncio (Agrupamento de Escolas Ordem de Sant´Iago)

 

15:30-15:45 – Coffee break

 

15:45 – 16:45 – Sessão plenária (debate dos 3 painéis e síntese) – Moderadores + Dr. Rui Abreu (Apresentação)


 

16:45 – 17:15 – Sessão de encerramento

 

João Ribeiro – Coordenação Nacional do Desporto Escolar

 

João Pires – Diretor Interino da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal

 

José Rodrigues – Presidente da Rede de Escolas com Formação em Desporto do Ensino Superior Politécnico Público

 


Inscrições obrigatórias

 

A inscrição no seminário é gratuita, mas obrigatória, devendo ser realizada até dia 10 de maio. O número de inscrições está limitado a 220 participantes.

A inscrição está associada à receção de pasta com documentação sobre evento, diploma, coffee breaks, para além de materiais a distribuir no secretariado.

A ficha de inscrição está disponível AQUI

Para mais informações e/ou esclarecimentos adicionais poderá contactar através do email: desetubal2018@gmail.com


Recorde-se que o Desporto assume na sociedade contemporânea um papel de relevo, as suas práticas fomentam o desenvolvimento humano do ponto de vista holístico, partilhando objetivos culturais e estilos de vida saudáveis, bem como promovendo a paz entre as nações e a qualidade de vida das populações.

 

O Desporto Escolar é enquadrado na legislação do Ministério da Educação e Ciência de Portugal, assumindo-se como o conjunto de práticas de atividades desportivas desenvolvidas como complemento curricular e ocupação de tempos livres, num regime de liberdade de participação e de escolha, integradas no plano de atividades da escola e coordenadas no âmbito do sistema educativo.