Cerca de dois meses depois do início do processo de preparação abre-se a porta à primeira competição da época interassociativa para o futebol feminino da AF Setúbal.

A partir desta sexta-feira e até domingo, o Campo do Olival (CDR Águas de Moura) recebe o Grupo 6 da Fase Zonal da edição 2019 do Torneio Nacional Interassociações de Futebol Feminino, variante de 9, no escalão sub-17, prova organizada pela AF Setúbal, por delegação da FPF, na qual participam, além da nossa seleção distrital, as congéneres da AF Beja e da AF Algarve.

As três seleções presentes na competição vão realizar duas partidas, com o objetivo de assegurar o primeiro lugar da prova e, com isso, garantir um lugar no grupo que vai discutir o título nacional interassociativo, na fase final da prova.

Na antevisão à prestação das nossas jovens futebolistas no torneio, o selecionador distrital de futebol da AF Setúbal, João Pedro Valente, assegura que “a expetativa é de confiança”.

“Este grupo de 14 atletas envolve muitas jogadoras que vão representar a seleção distrital pela primeira vez, mas acreditamos que o trabalho de preparação nestas últimas semanas, com a nova dinâmica impulsionada pelo Centro de Treinos Academia FIFA/FPF/AF Setúbal, reforçou o desenvolvimento de processos e competências que nos permite estar preparados para este primeiro torneio”, começou por avaliar o técnico distrital.

João Pedro Valente não hesita em garantir que a seleção da AF Setúbal vai encarar a participação na prova com “confiança” e motivada para “exibir um futebol positivo, atrativo e revelador da nossa identidade”.


Ou seja, o selecionador deseja ver a nossa seleção a ter “posse de bola” para poder exercer maior domínio competitivo sobre as adversárias.

“É esta a confiança que queremos passar para o grupo, que quer tentar fazer uma boa prestação e honrar todo o Universo AF Setúbal, e neste caso em particular, o futebol feminino da nossa região que é sustentado pelos clubes, treinadores e atletas da modalidade, os quais, desde já, agradecemos pelo trabalho desenvolvido e que tem promovido uma evolução notória, a qual registamos com muito agrado, e que se tem traduzido no aumento de equipas e praticantes, fator que tem contribuído com mais qualidade para o futebol feminino distrital”.

“Os clubes de maior nomeada do futebol nacional têm estado atentos ao relevante trabalho que é desenvolvido pelos clubes da nossa região o que, fruto dessa visibilidade, igualmente reconhecida através das seleções distritais, tem vindo a permitir a muitas jogadoras formadas no seio do nosso universo associativo darem um salto para nível competitivo superior”, enalteceu.

Controlar ansiedade inicial

Sobre os dois jogos que a seleção da AF Setúbal terá pela frente na competição, João Pedro Valente admite que “serão equilibrados”.

“Serão jogos decididos nos pormenores, mas acredito que, controlando a ansiedade no jogo de estreia, vamos conseguir evidenciar o resultado do nosso trabalho e impor a nossa estratégia”.

O selecionador distrital vinca que “o grupo está motivado e confiante para enfrentar um jogo de cada vez, com o objetivo de visar a vitória.” Mas, reconhece que no outro lado vão estar adversárias que também vão querer fazer o melhor”.

“Jogamos na nossa região, num relvado acabado de ser inaugurado, pelo esperamos a presença de muitos adeptos a animar e a apoiar a seleção, num contributo em nome do futebol feminino. Que seja, acima de tudo, uma grande festa”, desejou João Pedro Valente.

 

Programa dos jogos:

 

4 de janeiro (sexta-feira)

19h00: AF SETÚBAL X AF Beja

Campo do Olival, Águas de Moura

 

5 de janeiro (sábado)

15h00: AF SETÚBAL X AF Algarve

Campo do Olival, Águas de Moura

 

6 de janeiro (domingo)

10h30: AF Beja X AF Algarve

Campo do Olival, Águas de Moura